Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

riscos_e_rabiscos

.

.

Resoluções

Parece que todos nós as fazemos. Já é uma prática habitual quando se entra num novo ano. É quase um ritual, uma tradição.

 

Uns registam-nas num papel, num caderno ou numa agenda, outros fazem registos mentais como que receando dizê-las em voz alta ainda assim não se concretizem. Ou quiçá, sejam tão íntimas que não as queiram partilhar com mais ninguém.

 

Propomo-nos a fazer mil e uma coisas, a melhorar o que achamos não estar bem. Traçamos planos imaginários e fazemos promessas vãs para o ano vindouro. Renovamos a esperança de que um tempo melhor se aproxima. 

 

Mas à maioria de nós, a Vida propõe-nos adversidades e obstáculos a ultrapassar como que testando a nossa resistência. É uma luta constante, tentando ganhar à Vida com argúcia e sagacidade. Uns conseguem-no, saindo-se vencedores recompensados mas outros não, resignando-se à sua derrota.

 

Eis que chegamos, de novo, ao términos de outro ano. É tempo de balanço, de rever e reflectir sobre os nossos feitos durante esse ano.  É tempo de pensarmos nas velhas resoluções e tomarmos novas.

E alguém se lembra daquilo que inicialmente se tinha proposto? Alguém conseguiu atingir os seus objectivos ou delineou estratégias para os atingir? São questões que ficam no ar…

 

Eu pensei em algumas resoluções para o próximo ano. Será que me lembrarei delas e farei algo para as cumprir? E vocês, que me dizem?

 

Já Está à Porta!

 

Mais uma data importante se aproxima. Pelo menos para quem lhe dá importância e a vive com intensidade. O que não é o meu caso já há bastante tempo.

 

É tempo de introspecção e reflexão, de formular desejos para o tempo futuro. É tempo de analisar os erros do passado para os corrigir no futuro. É tempo de recordar os bons e os maus momentos.

É tempo de rever as nossas atitudes e decisões tomadas anteriormente para prosseguirmos a nossa vida com a lição já apreendida.

É tempo de procurar a Paz, o Amor e a Felicidade tantas vezes esquecidos…

É tempo de Esperança!

 

Pretendo passar a minha Passagem de ano aqui na minha casinha em companhia do N. e do Pimentinha e mais alguém se juntará a nós de certeza. Faremos um jantarinho fixe. Depois iremos esperar pela meia-noite para comer as detestadas passas e fazer todos os outros rituais de passagem de ano velho para o ano novo.

Iremos bater as panelas e tacho para a janela e gritar ao mesmo tempo que assistimos ao fogo de artifício quer de um lado da casa, quer do outro. Terminamos com o bebericar do champanhe.

Tal como acontece com o fogo de artifício, também nós esmorecemos enquanto os minutos começam a avançar no Ano Novo.

 

Antes tinha muita pena se não ia sair neste dia. Mas este ano estou muito desmotivada para estas coisas. Talvez devido às contrariedades da vida…